diastema-foto-01Diastema: este é o nome dos espaços presentes entre os dentes, ocorrendo principalmente entre os incisivos superiores (os anteriores superiores).
Os diastemas não são necessariamente problemas, mas normalmente incomodam pela questão estética, queixa mais específica nos adultos, que já tem a dentição permanente.

 

Vamos começar pela infância. Os diastemas são uma característica normal desta fase da vida. São conhecidos como espaços primatas e espaços livres de Nance e são explicados em função do tamanho dos dentes decíduos (popularmente chamados dentes de leite), que são menores que os dentes permanentes que os substituirão no caso dos anteriores, e maiores que os permanentes no caso dos posteriores. Assim, há uma compensação de maneira que ao final da troca dentária haja espaço para todos os dentes.

Porém, podem estar relacionados a alguns problemas mais comuns: estes espaços podem ser causados pelo freio labial muito espesso ou fibroso, com uma inserção muito baixa; pela presença de dentes considerados extranumerários, ainda numa fase intra-óssea (dentro do osso), que devem ser removidos no momento adequado; e ainda pela não formação do germe do dente permanente incisivo lateral, que não nasce após a queda do dente de leite correspondente pois ele não existe, este um problema genético herdado dos pdiastema-infantilais ou gerações anteriores.
No caso dos adultos, os diastemas podem existir por vários causas: além da não formação do dente incisivo lateral na infância, este mesmo dente pode ter tamanho/forma menor do que o ideal, provocando a sobra de espaço. Também podem estar relacionados à oclusão (tipo de mordida), por exemplo no caso das mordidas profundas anteriores, aquela situação onde não enxergamos os incisivos inferiores por estarem muito escondidos atrás dos superiores. Isto gera uma força maior do que a desejada, provocando a movimentação e abertura destes espaços, podendo ainda ter uma potencialização do movimento quando há a presença da periodontite (inflamação da gengiva e ossos de suporte dos dentes, que provoca perda óssea) ou do bruxismo, movimento de ranger ou apertar os dentes em excesso. Outra possibilidade relaciona-se a questões fonoaudiológicas, como engolir projetando a língua contra os incisivos, fala com esta mesma projeção, respiração bucal com consequente falta de vedamento dos lábios, entre outras.
Vários tratamentos podem resolver estes diastemas: ortodontia móvel ou fixa, restaurações, próteses e/ou implantes, tratamentos de gengiva/osso, cirurgia, controle do bruxismo, tratamento respiratório e/ou fonoaudiológico. Mas tudo depende de uma avaliação odontológica adequada. Aqui na Primaz Odonto temos uma equipe multidisciplinar, preparada para te orientar e resolver aquele espaço que tanto incomoda, sem esquecer da sua saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu